Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Questão 13: Dos nomes divinos.

Depois de considerado o que pertence ao conhecimento divino, devemos tratar dos nomes divinos, pois nomeamos as coisas conforme as conhecemos.

E, nesta questão, discutem-se doze artigos:

Art. 1 — Se algum nome convém a Deus.
Art. 2 — Se algum nome se predica de Deus substancialmente.
Art. 3 — Se algum nome se predica de Deus propriamente.
Art. 4 — Se os nomes predicados de Deus são sinônimos.
Art. 5 — Se é univocamente que os mesmos nomes se atribuem a Deus e às criaturas.
Art. 6 — Se os mesmos nomes se predicam primeiro das criaturas que de Deus.
Art. 7 — Se os nomes que implicam relação com as criaturas são atribuídos a Deus temporalmente.
Art. 8 — Se o nome de Deus é um nome de natureza.
Art. 9 — Se o nome de Deus é comunicável.
Art. 10 — Se o nome de Deus dele se predica univocamente, quanto à natureza, à participação e à opinião.
Art. 11 — Se a denominação — aquele que é — é por excelência o nome próprio de Deus.
Art. 12 — Se podemos formar sobre Deus proposições afirmativas.