Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Art. 1 — Se o anjo está em algum lugar.

(I Sent., dist. XXXVII, q. 3, a. 1; II, dist. VI, q. 1, a. 3; De Pot., q. 3, a. 19, ad 2; Quodl. I, q. 3, a. 1; Opusc. XV, De Angelis, cap. XVIII)

O primeiro artigo discute-se assim. — Parece que o anjo não está em nenhum lugar.

1. — Pois, diz Boécio: A opinião comum entre os sábios, é que os seres incorpóreos não estão em nenhum lugar1; e Aristóteles diz que nem tudo o que existe está em algum lugar, mas só o corpo móvel2. Ora, o anjo não é corpo, como se demonstrou. Logo, o anjo não está num lugar.

2. Demais. — O lugar é uma quantidade com posição. Logo, tudo o que está em algum lugar tem alguma situação. Ora, ter uma situação não pode convir ao anjo, cuja substância é independente da quantidade, cuja propriedade diferencial é ter posição. Logo, o anjo não está em um lugar.

3. Demais. — Estar em um lugar é ser medido e contido por ele, como se vê pelo Filósofo3. Ora, o anjo não pode ser medido nem contido pelo lugar, porque o continente é mais formal que o conteúdo, como, p. ex, o ar do que a água, como diz o Filósofo4. Logo, o anjo não está em um lugar.

Mas em contrario é o que se diz na Coleta (do Completório): Os teus santos anjos, que habitam nessa casa, nos guardem em paz.

SOLUÇÃO. — Convém ao anjo estar em um lugar, mas só equivocadamente é que se diz que o anjo e o corpo estão num lugar. Pois, o corpo está em um lugar pelo ocupar, segundo o contato da quantidade dimensiva; ora, esta não existe nos anjos, mas sim a quantidade virtual. Portanto, pela aplicação da virtude angélica, de algum modo, a algum lugar, diz-se que o anjo está num lugar corpóreo.

Donde é claro que não se deve dizer que o anjo seja comensurado pelo lugar, ou que tenha uma situação no contínuo. Pois, tal convém ao corpo situado num lugar enquanto dotado de quantidade dimensiva. — Semelhantemente, também não se deve dizer tal, fundando-se em que o anjo seja contido pelo lugar. Pois, a substância incorpórea, atingindo pela sua virtude a coisa corpórea, contém-na sem que por essa seja contida. Assim, semelhantemente diz-se que o anjo está num lugar corpóreo, não como contido, mas como contendo, de certo modo.

Donde resulta clara A RESPOSTA ÀS OBJEÇÕES.

1. De hebd.
2. Phys., lib. IV, lect. VIII.
3. Physic., lib. IV, lect. XX.
4. Phys., lib. IV, lect. VIII.