Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Questão 23: Da caridade em si mesma.

Em seguida devemos tratar da caridade. Primeiro, da caridade em si mesma. Segundo, do dom correspondente da sabedoria.

Na primeira questão há seis pontos a se considerarem. Primeiro, da caridade em si mesma. Segundo, do objeto da caridade. Terceiro, dos seus atos. Quarto, dos vícios opostos. Quinto, dos preceitos relativos à caridade.

Na primeira destas questões devemos tratar de dois pontos. Primeiro, da caridade em si mesma considerada. Segundo, da caridade comparada com o seu sujeito.

Na primeira questão discutem-se oito artigos:

Artigo 1 – Se a caridade é amizade.
Artigo 2 – Se a caridade é uma realidade criada na alma.
Artigo 3 – Se a caridade é uma virtude.
Artigo 4 – Se a caridade é uma virtude especial.
Artigo 5 – Se a caridade é uma só virtude.
Artigo 6 – Se a caridade é a mais excelente das virtudes.
Artigo 7 – Se sem a caridade pode haver verdadeira virtude.
Artigo 8 – Se a caridade é a forma das virtudes.