Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Questão 1: Do objeto da fé.

Portanto, dentre as virtudes teologais, devemos tratar, primeiro, da fé. Segundo, da esperança. Terceiro, da caridade.

Ora, sobre a fé, há quatro considerações a fazer. Primeiro, sobre a fé em si mesma. Segundo, sobre os dons da inteligência e da ciência, que lhe correspondem. Terceiro, dos vícios opostos. Quarto, dos preceitos pertencentes a essa virtude.

Quanto à fé, devemos tratar, primeiro, do seu objeto. Segundo, do seu ato. Terceiro, do hábito mesmo da fé.

Na primeira questão tratam-se dez artigos:

Artigo 1 – Se o objeto da fé é a verdade primeira.
Artigo 2 – Se o objeto da fé é algo de complexo, a modo do objeto do juízo.
Artigo 3 – Se é a fé susceptível de falsidade.
Artigo 4 – Se é o objeto da fé algo de visível.
Artigo 5 – Se as verdades da fé podem ser objeto de ciência.
Artigo 6 – Se as verdades da fé devem distinguir-se em certos artigos.
Artigo 7 – Se os artigos da fé aumentaram na sucessão dos tempos.
Artigo 8 – Se os artigos da fé estão convenientemente enumerados.
Artigo 9 – Se os artigos da fé estão convenientemente dispostos no símbolo.
Artigo 10 – Se pertence ao Sumo Pontífice ordenar o símbolo da fé.