Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Art. 4 – Se a pudicícia concerne especialmente à castidade.

O quarto discute–se assim. – Parece que a pudicícia não concerne especialmente à castidade.

1. – Pois, diz Agostinho, que a pudicícia é uma virtude da alma. Logo, nada é de concernente à castidade, mas uma virtude dela distinta.

2. Demais. – Pudicícia vem de pudor, que parece idêntico à vergonha. Ora, a vergonha, segundo Damasceno, nasce do ato torpe, o que todo ato vicioso é. Logo, a pudicícia não concerne mais à castidade que as outras virtudes.

3. Demais. – O Filósofo diz que toda intemperança é o que há geralmente de mais digno de exprobação. Ora, é próprio da pudicícia fugir o que é exprobável. Logo, a pudicícia concerne a todas as partes da temperança e não especialmente à castidade.

Mas, em contrário, diz Agostinho: Deve–se pregar a pudicícia, de modo que quem tem ouvidos para ouvir, não perpetre nenhum ato ilícito com os membros genitais. Ora, é propriamente a castidade quem regula o uso dos membros genitais. Logo, a pudicícia concerne propriamente à castidade.

SOLUÇÃO. – Como dissemos, o nome de pudicícia vem de pudor, que significa a vergonha. Por onde, a pudicícia há de propriamente dizer respeito aos atos de que os homens mais se envergonham. Ora, eles se envergonham sobretudo dos atos venéreos, como diz Agostinho; a ponto que o próprio congresso conjugal, que a honestidade do casamento justifica, não deixa de ser vergonhoso. E isto porque o movimento dos membros genitais não está sujeito ao império da razão, como o está o dos outros membros externos. Pois, o homem se envergonha não só da relação sexual mas também de certos sinais dela, como diz o Filósofo. Por isso a pudicícia tem propriamente como sua matéria o comércio venéreo e todos os sinais dela, como os olhares impudicos, os beijos e os contatos. E como esses sinais são os que mais facilmente se percebem, por isso, a pudicícia versa principalmente sobre eles, ao passo que a castidade tem antes como objeto o congresso sexual. Por onde, a pudicícia se ordena à castidade, não como virtude distinta dela, mas como a expressão de uma circunstância da mesma. Mas, às vezes uma se toma pela outra.

DONDE A RESPOSTA À PRIMEIRA OBJEÇÃO. – No lugar citado, Agostinho toma a castidade pela pudicícia.

RESPOSTA À SEGUNDA. – Embora cada vício encerre a sua torpeza própria, especialmente, porém a inclui a intemperança, como do sobredito resulta.

RESPOSTA À TERCEIRA. – Entre os vícios da intemperança são sobretudo dignos de exprobação os pecados da carne, quer pela insubmissão dos membros genitais, quer também serem os que mais suplantam a razão.