Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Questão 184: Do estado de perfeição em geral.

Em seguida devemos tratar do que pertence ao estado de perfeição, à qual se ordenam os outros estados. Pois, ocupar-se com os ofícios, quanto aos outros atos, pertence aos legisladores; mas, tratar dos ministérios sagrados, pertence ao estudo das ordens, que versaremos na Terceira Parte (Suplemento).

Ora, sobre o estado dos perfeitos há tríplice consideração a fazer. A primeira é a do estado de perfeição em geral. A segunda, a da perfeição dos bispos. A terceira, a concernente à perfeição dos religiosos.

Na primeira questão discutem-se oito artigos:

Art. 1 – Se a perfeição da vida cristã se funda especialmente na caridade.
Art. 2 – Se alguém pode ser perfeito nesta vida.
Art. 3 – Se a perfeição desta vida está na observância dos preceitos ou se na dos conselhos.
Art. 4 – Se todo o perfeito está no estado de perfeição.
Art. 5 – Se os prelados e eis religiosos estão no estado de perfeição.
Art. 6. – Se todos os prelados eclesiásticos estão no estado de perfeição.
Art. 7 – Se o estado dos religiosos é mais perfeito que o dos prelados.
Art. 8 – Se também os presbíteros com cura de almas e os arquidiáconos têm maior perfeição que os religiosos.