Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Questão 46: Da Paixão de Cristo

Em seguida devemos tratar do concernente à partida de Cristo, deste mundo. E primeiro, da sua paixão. Segunda, da sua morte. Terceiro, da sua sepultura. Quarto, da descida aos infernos. Sobre a paixão temos três considerações a fazer. Primeiro, da sua paixão em si mesma. Segunda, da causa eficiente da paixão. Terceiro, do fruto da paixão.

Na primeira questão discutem-se doze artigos:

Art. 1 — Se era necessário Cristo sofrer pela liberação do gênero humano.
Art. 2 — Se era possível outro modo da liberação humana que não fosse a paixão de Cristo.
Art. 3 — Se havia outro modo mais conveniente da liberação humana do que pela paixão de Cristo.
Art. 4 — Se Cristo devia ter sofrido na cruz.
Art. 5 — Se Cristo sofreu todos os sofrimentos.
Art. 6 — Se a dor da paixão de Cristo foi maior que todas as outras dores.
Art. 7 — Se Cristo sofreu em toda a sua alma.
Art. 8 — Se a alma de Cristo, durante o tempo da sua paixão, fruía totalmente o gozo da bem-aventurança.
Art. 9 — Se Cristo sofreu no tempo conveniente.
Art. 10 — Se Cristo sofreu no lugar conveniente.
Art. 11 — Se foi conveniente Cristo ser crucificado com os ladrões.
Art. 12 — Se a paixão deve ser atribuída à sua divindade.