Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Art. 5 — Se o corpo de Cristo subiu acima de todas as criaturas espirituais.

O quinto discute-se assim. — Parece que o corpo de Cristo não subiu acima de todas as criaturas espirituais.

1. — Pois, seres que não respondem à mesma acepção não podem ser comparados entre si. Ora, o lugar não é atribuído na mesma acepção às criaturas corporais e espirituais, como resulta do que foi dito na Primeira Parte. Logo, parece que não podemos dizer que o corpo de Cristo subiu acima de todas as criaturas espirituais.

2. Demais. — Agostinho diz que o espírito tem preeminência sobre todos os corpos. Ora, ao ser mais nobre é devido um lugar mais nobre. Logo, parece que não ascendeu sobre todas as criaturas espirituais.

3. Demais. — Todo lugar é ocupado por um corpo, porque não há vácuo em a natureza. Se portanto nenhum corpo ocupa um lugar mais elevado que o espírito, na ordem dos corpos naturais, nenhum lugar haverá superior ao das criaturas espirituais. Logo, o corpo de Cristo não podia subir acima de todas as criaturas espirituais.

Mas, em contrário, o Apóstolo: Constitui sobre todo o principado e potestade e sobre todo o nome que se nomeia não só neste século, mas ainda no futuro.

SOLUÇÃO. — Tanto mais elevado lugar é devido a um ser quanto mais nobre é, quer esse lugar seja próprio, como o é aos corpos, por contato material, quer por contato espiritual, como às substâncias espirituais. Donde, pois, às substâncias espirituais é próprio, por conveniência, o lugar celeste, o supremo dos lugares, por serem essas as substâncias supremas na ordem das substâncias. Ora, o corpo de Cristo, embora inferior às substâncias espirituais, se levarmos em conta as condições da natureza corpórea; considerando-se porém a dignidade da união, conjunta com Deus pessoalmente, sobrepuja a dignidade de todas as substâncias espirituais. Por onde, pela razão da conveniência referida, é-lhe devido um lugar mais elevado, acima de todas as criaturas, mesmo espirituais. Donde o dizer Gregório: Quem fez todas as causas foi exaltado sobre todas pelo seu poder.

DONDE A RESPOSTA À PRIMEIRA OBJEÇÃO. — Por uma razão é atribuído o lugar à substância corpórea e, por outra, àsubstância espiritual. Contudo o principio é comum a ambas, que ao ser mais digno é atribuído um lugar superior.

RESPOSTA À SEGUNDA. — A objeção colhe em relação ao corpo de Cristo, quanto à condição da natureza corpórea, mas não quanto à noção de união.

RESPOSTA À TERCEIRA. — A comparação aduzida pode fundar-se na noção de lugar; e então nenhum lugar há tão alto que exceda a dignidade das substâncias espirituais; e nesse sentido a objeção colhe. Ou pode fundar-se na dignidade dos seres aos quais o lugar é atribuído. E então ao corpo de Cristo compete estar acima de todas as criaturas espirituais.