Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Art. 3 — Se os anjos enviados também assistem.

(II. Sent., dist. X, a. 1; Hebr., cap. I, lect. VI; In Iob, cap. I lect. II).

O terceiro discute-se assim. — Parece que os anjos enviados também assistem.

1. — Pois, diz Gregório: Logo, os anjos são enviados e assistem; porque embora o espírito angélico seja circunscrito, contudo o sumo espírito, Deus, não o é.

2. Demais. — Um anjo foi enviado a Tobias, em ministério. E contudo disse: Eu sou o anjo Rafael, um dos setes que assistimos diante de Deus, como se lê na Escritura. Logo, os anjos enviados assistem.

3. Demais. — Qualquer dos santos anjos está mais próximo de Deus do que Satan. Ora, Satan é assistente de Deus, conforme a Escritura: Tendo-se os filhos de Deus apresentado diante do Senhor; encontrou-se Satanás entre eles. Logo, com maior razão os anjos enviados em ministério assistem.

4. Demais. — Se os anjos inferiores não assistem é somente porque não recebem as iluminações divinas imediatamente, mas por meio dos superiores. Ora, qualquer anjo, exceto o que de todos é o supremo, recebe por meio do superior essas iluminações. Logo, só o anjo supremo assiste; o que vai contra aquilo da Escritura: Mil milhões assistiam diante dele.

Mas, em contrário, a propósito daquilo da Escritura — Porventura tem número os seus soldados? — diz Gregório: Assistem aquelas potestades, que não saem a anunciar certas cousas aos homens. Logo, os enviados em ministério não assistem.

SOLUÇÃO. — Dividem-se os anjos em assistentes e ministrantes, à semelhança dos que servem a um rei, dos quais uns sempre lhe assistem e lhe ouvem imediatamente as ordens; outros porém recebem, dos assistentes, o enunciado das ordens reais. Assim, os que estão à testa da administração das cidades chamam-se ministrantes e não assistentes. Deve-se pois considerar que, como todos os anjos vêm imediatamente a essência divina, diz-se que todos os que ministram assistem. Por onde, diz Gregório: podem sempre assistir, ou contemplar a face do Pai, os que são mandados em ministério exterior, para a nossa salvação. Mas nem todos os anjos podem alcançar os segredos dos divinos mistérios, na claridade mesma da divina essência; senão só os superiores, que anunciam aos inferiores. E então, só aqueles, que são os da primeira hierarquia, se diz que assistem, por ser próprio dela, como ensina Dionísio, receber a iluminação imediatamente de Deus. E daqui se deduzem as respostas à primeira e à segunda objeções, procedentes do primeiro modo de assistir.

RESPOSTA À TERCEIRA. — Não se diz que Satan assistia, mas que estava entre os assistentes; pois, como ensina Gregório, embora perdesse a beatitude, contudo não perdeu a natureza semelhante à dos anjos.

RESPOSTA À QUARTA. — Todos os assistentes vêm, imediatamente, certas cousas, na claridade da divina essência; e por isso diz-se que é próprio a toda a primeira hierarquia ser iluminada imediatamente por Deus. Mas, nela, os superiores alcançam mais que os inferiores, e isso lhes transmitem a estes, iluminando-os; assim como, dentre os que assistem ao rei, um entra, mais que outro, nos segredos do mesmo.