Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Questão 78: Das potências da alma em especial.

Em seguida devem-se considerar as potências da alma em especial. Ao teólogo pertence indagar, especialmente, só das potências intelectivas e apetitivas, susceptíveis de virtude. Mas, como o conhecimento dessas potências depende, de certo modo, das outras, por isso a nossa consideração sobre as potências da alma, em especial, será tripartida. Pois, primeiro, devem-se considerar coisas que servem de preâmbulo ao intelecto. Segundo, as potências intelectivas. Terceiro, as potências apetitivas.

Sobre a primeira questão, quatro artigos se discutem:

Art. 1 ― Se se devem distinguir cinco gêneros de potências da alma, a saber: o vegetativo, o sensitivo, o apetitivo, o motivo local e o intelectivo.
Art. 2 ― Se as partes vegetativas estão bem enumeradas assim: a nutritiva, a aumentativa e a geratriz.
Art. 3 ― Se se distinguem convenientemente só cinco sentidos externos.
Art. 4 ― Se os sentidos internos se distinguem convenientemente.