Capela Santa Maria das Vitórias

Missa no rito romano tradicional em Anápolis

Art. 4 — Se a este sacramento se dão acertadamente vários nomes.

O quarto discute-se assim. — Parece que não se dão acertadamente vários nomes a este sacramento.

1. — Pois, os nomes devem responder às causas. Ora, este sacramento é uno, como se disse. Logo, não deve ser designado com vários nomes.

2. Demais. — A espécie não se dá convenientemente a conhecer pelo que é comum a todo o gênero. Ora, a Eucaristia é um sacra­mento da lei nova. Mas, é comum a todos os sacramentos o ser, por eles, conferida a graça; e tal é o significado da palavra eucaristia, o mesmo que boa graça. Também todos os sacra­mentos nos servem de remédios no decurso da vida presente, o que é essencialmente o viático. E ainda todos os sacramentos implicam algo de sagrado, o que constitui por essência o sacrifício. Enfim, todos os sacramentos são meios por que os fiéis se comunicam; e isso significa o nome em grego, ou communio (comunhão) em latim. Logo, estes nomes não se adaptam convenientemente a este sacramento.

3. Hóstia significa o mesmo que o sacrifí­cio. Logo, assim como não é propriamente chamado sacrifício, assim também não é com pro­priedade denominado hóstia.

Mas, em contrário, o uso dos fiéis.

SOLUÇÃO. — Este sacramento tem tríplice significação. – Uma com respeito ao pretérito, enquanto comemorativo da paixão do Senhor, que foi um verdadeiro sacrifício, como se disse. E, neste sentido, se chama sacrifício. – Outra significação tem relativamente à realidade pre­sente da upidade eclesiástica, à qual os homens se agregam por este sacramento. E então se chama communio (comunhão). Pois, como ensina Damasceno, chama-se commu­nio porque por ela comunicamos com Cristo; e porque lhe participamos da carne e da divinda­de; e porque nos comunicamos e unimos por ela uns com os outros. – A terceira significação é relativa ao futuro, enquanto este sacramento é prefigurativo da função de Deus, que haverá na. pátria. E, neste sentido, chama-se viático, pois, nesta vida nos indica o caminho para lá chegar. E também, nesta acepção, se chama Eucaristia, isto é, boa graça, porque a graça de Deus é a vida eterna, na expressão do Apóstolo; ou porque realmente contém Cristo, que é cheio de graça. Em grego também se chama, isto é, assunção, porque, como diz Damasceno, por este meio assumimos a deidade do Filho.

DONDE A RESPOSTA À PRIMEIRA OBJEÇÃO. — Nada impede uma mesma coisa ter vários nomes, conforme as suas diversas propriedades ou efeitos.

RESPOSTA À SEGUNDA. — O comum a todos os sacramentos atribui-se antonomasicamente a este, por causa da sua excelência.

RESPOSTA À TERCEIRA. — Este sacramento se chama sacrifício, enquanto representa a paixão mesma de Cristo; e se chama hóstia, enquanto contém o próprio Cristo que é a hóstia de suavi­dade, na expressão do Apóstolo.